BARROU

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal negou nesta terça-feira pedido feito pela Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do DF, para que o recesso parlamentar da Câmara Legislativa fosse suspenso. O objetivo da OAB-DF era acelerar o andamento dos processos de impeachment contra o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM), acusado de comandar um suposto esquema de corrupção.

 

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder