LUTO

O Paraná e o Brasil está de luto. Morreu nesta terça-feira a coordenadora internacional da Pastoral da Criança, Zilda Arns. Médica pediatra e sanitarista Zilda morreu aos 73 anos vítima do forte terremoto abalou o Haiti e que também matou milhares de pessoas. Ela caminhava pelas ruas de Porto Príncipe ao lado de um sargento do Exército Brasileiro quando foi atingida pelos escombros de um prédio que ruiu com o terremoto. Os dois morreram.
Irmã do cardeal-arcebispo de São Paulo, Dom Paulo Evaristo Arns, Zilda estava em Porto Príncipe para um encontro com bispos e realizaria, às 10h desta quarta-feira, uma palestra sobre a Pastoral da Criança na Conferência Nacional dos Religiosos do Caribe. Na quinta-feira, teria um encontro com representantes de ONGs. A viagem de volta ao Brasil estava prevista para esta sexta-feira (15). Zilda viajou para ao Haiti acompanhada da irmã, Rosângela.
 
O sobrinho de Zilda Arns, senador Flávio José Arns (PSDB-PR), viajou para o Haiti para cuidar dos detalhes da remoção do corpo para Curitiba. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou nesta quarta-feira a morte da coordenadora internacional da Pastoral da Criança e disse estar absolutamente chocado com o episódio. Ele determinou à sua equipe que tome providências para socorrer os brasileiros que estão no Haiti.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder