TORNOZELEIRA PARA PRESOS

Em meados do ano passado uma empresa levou ao Governador Requião um modelo de tornozeleira para monitoramento de presos. O então Secretário de Segurança Delazari gostou da idéia, mas a tentativa de implantar o projeto no Paraná parou no Secretário de Justiça Jair Braga. Um atraso, pois a providência promoveria o imediato esvaziamento das cadeias públicas e presídios, entupidos de presos provisórios, condenados por crimes sem risco à vida e à integridade física, o principal alvo do serviço de monitoramento de presos.
Há uma bela matéria sobre o tema na Gazeta do Povo de hoje (Vida e Cidadania, página 4).
Recentemente o Estado de Pernambuco deu início ao primeiro processo licitatório do Brasil, já em estágio bastante avençado, para a contratação do serviço, assumindo a vanguarda na modernidade sobre o encarceramento de presos. O Estado de São Paulo publicou o edital de licitação para contratar o serviço e está em fase de impugnação. No Rio Grande do Sul e Minas Gerais os estudos para a adoção do serviço estão em fase bem adiantada.
O Paraná está dormindo.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder