DEVOLVIA

O taxista disse que recebia na campanha de Curi salário de R$ 700 por mês, mas recebia também salário de R$ 17,5 mil da Assembleia no mesmo período. Gbur confessou ser funcionário fantasma e que ficava com R$ 800 dos R$ 17,5 mil que recebia de salário. O dinheiro era entregue pelo seu tio Daor de Oliveira, que pediu a Gbur para que abrisse a conta no banco para que os vencimentos fossem depositados.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder