CARÍSSIMO

Candidato pobre em outras regiões do país não perder tempo nem em disputar a eleição. É o que mostra um levantamento feito pelo G1 com base na previsão de gastos informada pelos candidatos e nos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre o eleitorado brasileiro. Roraima, Tocantins e Rondônia terão o voto para governador “mais caro” do país na comparação entre os gastos declarados pelos candidatos e o tamanho do eleitorado. O custo da campanha para convencer um eleitor em Roraima seria suficiente para tentar conquistar 28 votos no Rio de Janeiro, por exemplo.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder