MÃO DE FERRO

A candidatura de Dilma Roussef segue fazendo estragos nas relações partidárias. Depois de produzir duras intervenções em unidades estaduais do PT, agora trava-se uma batalha judicial no PMDB de Santa Catarina.
O candidato a vice-governador de Santa Catarina Eduardo Pinho Moreira foi afastado da presidência do diretório regional do PMDB no estado por decisão da Direção Nacional do Pardido. É que na noite de segunda-feira (26/7) o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Ricardo Lewandowski revogou a liminar que o mantinha no cargo.
O presidente do TSE reconsiderou parte da liminar que concedeu há pouco mais de 20 dias a Pinho Moreira, que garantiu ao político a permanência na presidência do diretório catarinense, a filiação ao PMDB e o direito de concorrer como vice-governador na chapa encabeçada pelo senador Raimundo Colombo, do Democratas.
Lewandowski acolheu em parte agravo regimental interposto pela Comissão Executiva Nacional do PMDB. O ministro manteve, contudo, a filiação de Pinho Moreira ao partido, o que permite, na prática, que ele mantenha, ao menos por enquanto, a aliança com o DEM catarinense.
A briga vai se arrastar, pois Pinho segue como candidato a vice do DEM.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder