CARTEL DO GÁS HOSPITALAR

Finalmente o Cnoselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) julgou a denúncia de que as cinco empresas que atuam no fornecimento de gases hospitalares praticam cartel na formação do preço do produto.
A multa aplicada ultrapassa a casa dos R$ 2,94 milhões de reais e ainda cabe recuro, pois as desições do cade são proferidas no âmbito administrativo e, portanto, os atingidos por ela ainda têm a via judicial.
Mas é de se comemorar a decisão na medida em que o maior prejudicado com o cartel é o Sistema Único de Saúde, seguramente o maior consumidor do produto.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder