Kfouri fica no cargo, sem contestação

Depois de muita discussão, o pleno do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) considerou, por unanimidade, legal a eleição do presidente do Tribunal de Justiça (TJ) do Paraná, Miguel Kfouri Neto, ocorrida em novembro do ano passado. Eles julgaram improcedente o Procedimento de Controle Administrativo (PCA) em que a artista plástica Regina Mary Girardello questiona a eleição do presidente do TJ Miguel Kfouri Neto por supostamente desrespeitar o critério da antiguidade, previsto na Lei Orgânica da Magistratura (Loman). O desembargador é o 54.º na lista dos desembargadores mais velhos do TJ e recebeu 59 votos contra 51 votos do concorrente dele na eleição, o desembargador Sérgio Arenhart, que aparece como o 12.º na mesma lista.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder