Máfia dos radares é alvo da Câmara

As denúncias do Fantástico sobre irregularidades nas empresas de radares, que culminou inclusive no cancelamento do contrato entre a prefeitura de Curitiba e a Consilux, fez até o Congresso Nacional se mexer. O presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), prometeu hoje dar prioridade para o requerimento de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a suposta existência de uma máfia dos radares eletrônicos de velocidade, conhecidos como pardais. “É uma CPI que pode ajudar a aprimorar o trabalho das instituições que atuam no controle do trânsito. Vamos tratar com prioridade”, afirmou Maia. Até agora, o pedido já tem 194 assinaturas de parlamentares favoráveis à criação da CPI. O mínimo exigido pela Câmara para criar uma comissão é 171 assinaturas.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder