STF deixa suplentes nervosos

 Faltam só duas semanas para o julgamento pelo STF (Supremo Tribunal Federal) dos processos que definirão a ordem de suplência na Câmara. Até agora, 49 deputados federais já se licenciaram para assumir outros cargos, abrindo espaço para suplentes da mesma coligação. O problema é que a Corte vai decidir se a vaga pertence ao partido ou à coligação. Desses, 24 não pertencem aos partidos dos suplentes e correm o risco de ir para casa. Entre os partidos, o PSDB é o que tem mais licenciados (dez), seguido pelo PT (nove) e PMDB (sete). DEM, PP e PSB têm cinco cada um.
O Judiciário não se entendeu ainda sobre o tema.
Em alguns estados o entendimento predominante foi o de entregar a vaga para o suplente do partido, tal como ocorreu do TRE/PR, mas em outros o entendimento foi contrário e a questão foi submetida aí TSE, onde a posição predominante foi de entregar a vaga para o suplente do partido e não da coligação.
No STF há entendimentos conflitantes ate aqui e o julgamento servira para uniformizar a posição do Judiciário sobre a questão.
A tendência inicial de se entregar a vaga para o suplente do partido foi arrefecida depois que os Ministros do STF se depararam com o fato de que há varias situações em que o partido não tem suplente e isso implicaria na necessidade de realizar novas eleições em alguns estados do para preencher essas vagas.
Não há como arriscar um resultado no STF sem risco de perder a aposta.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder