Picada na mata vai para MP

Virou caso para o Ministério Público investigar a licença concedida pelo IAP para o transporte de uma peça gigante da refinaria Repar que precisa ser levada para o Porto de Paranaguá. Só que a peça não foi levada pela 277, mas por uma trilha aberta em área nativa da serra do mar, reserva de preservação ambiental da mata atlântica. Revoltados, os nativos se uniram e denunciaram ao Ministério Público. Os promotores querem saber agora qual o motivo que levou o IAP a liberar a mata.  

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder