Alvaro não desiste da CPI

Enquanto na capital as denúncias da Câmara de Curitiba e a eleição de 2012 dominam as rodas políticas, em Brasília, a oposição ainda tenta marcar território. O líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), tentará conseguir, nesta semana, pelo menos mais quatro assinaturas de senadores governistas para criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar denúncias de corrupção no Ministério dos Transportes. Ele irá em busca do apoio de mais cinco do grupo de oito peemedebistas que se declaram independentes das orientações da cúpula do partido. Três deles –Roberto Requião (PR), Pedro Simon (RS) e Jarbas Vasconcelos (PE)– já a ssinaram o pedido de CPI. Nesta segunda-feira, Alvaro Dias protocolou requerimentos de convocação e convites para que ministros e outras autoridades governamentais compareçam ao Senado para esclarecer denúncias de corrupção que apareceram durante o período de recesso parlamentar.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder