MPF APRESENTA DENÚNCIA PELAS FRAUDES NO MINISTÉRIO DO TURISMO

A Procuradoria Federal do Estado do Amapá denunciou 21 pessoas pelas fraudes ocorridas com a verba do Ministério do Turismo. Os crimes indicados pelo Ministério Público são de formação de quadrilha, falsidade ideológica, peculato e uso de documento falso.
O esquema de desvio da verba federal foi descoberto em razão de que o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Infraestrutura Sustentável (IBRASI), conveniado do Ministério, era uma instituição de fachada, criada para conveniar-se com o Ministério e, por conseguinte, ser beneficiária de um convênio de 4 milhões de reais.
O MPF sustenta que o dinheiro, contratualmente destinado para capacitação de profissionais no Amapá, era todo desviado para empresas fantasmas.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder