PSD TENTA MUDAR EMENDAS  

Desde que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acatou o pedido de criação do PSD, no fim de setembro, organizações não governamentais, deputados e senadores do partido voltaram às atenções para as emendas parlamentares.
O movimento das ONGs é para garantir uma parte do Orçamento de 2012, estimado em R$ 650 milhões. Já os parlamentares se movimentam para encontrar uma lacuna para alterar emendas apresentadas no ano passado.
Tanto as entidades quanto os parlamentares enfrentam um empecilho legal.
As ONGs terão de passar pelas novas regras para convênios do governo federal e os deputados e senadores vêem a impossibilidade de modificar parte da quantia já carimbada.
Para tanto, os assessores dos parlamentares recém-convertidos ao partido trabalham para tentar alterar as emendas.
De acordo com a legislação, as emendas individuais já carimbadas não podem mais ser alteradas.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder