Lista negra tem 5 empresas do Paraná

Despertou curiosidade a divulgação da “lista suja” que inclui 5 empresas do Paraná. Elas entraram neste mês na lista do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) que aponta uso de trabalho escravo. O levantamento foi atualizado nesta sexta-feira (30) e deixou o estado com 16 empresas ou pessoas físicas que desrespeitaram as condições mínimas de trabalho. Entre os novos registros, há casos como o empresa do Paraná Miguel Forte Indústria S/A, que foi flagrada explorando 35 trabalhadores, incluindo três adolescentes, na colheita de erva-mate em General Carneiro(PR). A madeireira, que mantinha o grupo em barracões de lona sob comando de “capatazes”, tem no comando Rui Gerson Brandt, acumula o cargo de presidente do Sindicato das Indústrias de Papel e Celulose do Paraná (Sindpacel). Outras empresas na lista negra são: Campina Grande do Sul- Agro Pastoril Novo Horizonte,Palmas- Estrela Agroflorestal, São Jo ão do Triunfo- Luiz Geraldo Ferreira, e São João do Triunfo- Olegário Germano Ullmann.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder