SALAMUNI APONTA AS IRREGULARIDADES DE DEROSSO

O vereador Paulo Salamuni foi o convidado do programa Jogo do Poder de ontem e falou sobre os trabalhos realizados pela CPI que investigou os contratos de publicidade da Câmara de Vereadores de Curitiba.
Paulo Salamuni relacionou as irregularidades que levaram ele e outros vereadores a optar por elaborar um relatório divergente e responsabilizando o Presidente Derosso por elas.
Eis os fundamentos: 1) Cláudia, a atual esposa do Presidente Derosso era funcionária comissionada da Câmara de Vereadores e participou do processo licitatório para a contratação da agência de publicidade através de uma empresa em que era sócia. Ou seja, Cláudia era funcionária da Casa e participou de uma licitação com uma empresa sua; 2) Derosso assinou os contratos das empresas que ganharam a licitação e ele mesmo passou a ser o gestor – fiscal da execução -. Ou seja, ele contratou, solicitava os serviços, fiscalizava a execução e pagava; 3) Derosso assinou os aditivos prorrogando os contratos quando já mantinha uma união estável com Cláudia; 4) Salamuni coloca em dúvida que os jornais tenham sido efetivamente distribuídos nas quantidades e locais apontados, bem como os valores praticados em algumas publicações.
O relatório divergente também aponta para o fato de que a Constituição Federal proíbe a propaganda pessoal do agente público com recursos do tesouro, circunstância que estaria a impedir a contratação desse tipo de serviço pelo legislativo municipal.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder