Greve de ônibus em ano eleitoral

Não é novidade os sindicatos se organizarem em ano eleitoral para greves. Exemplo é a greve dos motoristas e cobradores que vai causar transtornos enormes para trabalhadores e estudantes em Curitiba. Em assembleia na noite desta segunda-feira, motoristas e cobradores do transporte coletivo de Curitiba decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir da zero hora desta terça-feira. Em resumo, a cidade vai virar o caos. Cerca de mil trabalhadores participaram da assembleia na Praça Rui Barbosa, no Centro de Curitiba. Eles pedem reajuste de 40%, mas as empresas ofereceram apenas a reposição da inflação. Apenas 30% dos 1,2 mil ônibus de Curitiba e RMC (360 veículos) irão circular.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder