Professores pressionam prefeitura

Em ano eleitoral, as ameaças de greve tanto no funcionalismo público estadual como municipal são diárias. Terminada a greve de 74 dias dos funcionários da saúde que tentaram em vão reduzir a jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais, os servidores preparam outra investida. Agora são os professores da rede municipal de Curitiba que votaram, na noite de quarta-feira, um novo indicativo de greve. A nova data agora é 14 de março, com assembleia de deflagração no dia 8. O sindicato da categoria (Sismmac) diz que espera uma proposta da prefeitura para evitar a greve.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder