Sem Paulo Bernardo, Samek quer ficar

O presidente da usina hidrelétrica de Itaipu Binacional no Brasil, Jorge Samek, está num beco sem saída. É tido como candidato forte para disputar a prefeitura de Foz do Iguaçu, mas precisa deixar alguém de confiança no seu lugar. O preferido e ideal para isso, na visão de Samek, seria Paulo Bernardo. Mas as declarações dadas pelo ministro das Comunicações nesta quinta-feira apontam para o contrário. O ministro negou quenquém deixará o cargo para assumir Itaipu. “Isso é fofoca”, reagiu ao ser questionado sobre o assunto, em Morretes, no Paraná. “Alguém está falando nisso e deve ter algum motivo”, acrescentou. A usina de Itaipu é comandada desde 2003 por Jorge Samek, que transferiu seu domicílio eleitoral para Foz do Iguaçu e aguarda decisão da presidente Dilma Rousseff para entrar na disputa.” Além de negar a ida para Itaipu, Bernardo jogou balde de água fria na estratégia de Samek. “Acho que se ele sair, a presidente [Dilma Rousseff] vai por alguém técnico lá”, disse.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder