ROSSONI OCUPA TRIBUNA E RECLAMA DOS JUÍZES

Em discurso emocionado na tarde de hoje, o Presidente da Assembléia Legislativa do Paraná, Deputado Rossoni, falou sobre a cassação do seu filho, eleito Prefeito de Bituruna no ano passado.
Rossoni reclamou principalmente da velocidade com que o processo de cassação foi julgado no primeiro grau, questionando se os juízes estão preparados para julgar.
Rossoni argumentou que não existiam fundamentos capazes de autorizar a cassação.

Leia mais:

SEXTA-FEIRA, 16 DE MARÇO DE 2012
NOVA CASSAÇÃO DE RODRIGO ROSSONI

Na tarde de hoje o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná impôs mais um duro golpe contra o Deputado Rossoni, cassando, pela segundo vez na semana, o mandado de prefeito de Rodrigo Rossoni, filho do Deputado.
Desta feita o TRE entendeu que a campanha de Rodrigo Rossoni cometeu o pecado do abuso do poder econômico.
Cabe recurso da decisão ao TSE.

QUINTA-FEIRA, 15 DE MARÇO DE 2012
Rodrigo Rossoni, Filho de Rossoni, é cassado pelo TRE

O prefeito de Bituruna, Rodrigo Rossoni (PSDB), filho do presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Valdir Rossoni, teve o mandato cassado por abuso de poder econômico.
A decisão, tomada nesta semana, é do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) da 153ª Zona Eleitoral, em União da Vitória, e atinge também o vice-prefeito, João Vitório Nhoatto.
Ambos já foram afastados dos cargos e estão inelegíveis pelos próximos oito anos.
Cabe recurso da decisão.
Eles foram eleitos em julho do ano passado, por meio de uma eleição complementar, convocada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), depois que o ex-prefeito Remi Ranssolin (PTB) foi cassado pela Câmara Municipal.
A decisão julgou procedente a Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime) proposta pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) contra Rodrigo e Nhoatto sob o fundamento de que contrataram 528 cabos eleitorais para a campanha à Prefeitura de Bituruna, que tinha, à época da eleição, em julho de 2011, apenas 15 mil habitantes e 12.073 eleitores. Eles teriam gasto R$ 163.781,00 nessas contratações.
Na campanha toda, os gastos chegaram a R$ 321.386,21, cerca de 25% da receita arrecadada em um ano inteiro pelo município de Bituruna.
A composição atual do TRE do Paraná tem sido rigorosa com irregularidades, mesmo nas de menor importância e o próprio Valdir Rossoni escapou da cassação por escassa maioria num processo de impugnação de mandato que foi movido contra o seu mandato parlamentar.
Os advogados do Prefeito cassado agora terão que recorrer para o TSE e lá obter liminar para suspender os efeitos da decisão do TRE, portanto, a decisão ainda não é definitiva e será submetida ao TSE, mas seus efeitos entram em vigor a partir da sua publicação, ou seja, Rodrigo e Nhoatto serão afastados dos seus cargos e assumirá o segundo colocado na disputa, também da família de Rossoni.

SEXTA-FEIRA, 4 DE NOVEMBRO DE 2011
Rossoni terá que resolver problema do filho

O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Valdir Rossoni (PSDB), vai ter socorrer o filho, recém-empossado prefeito de Bituruna, Rodrigo Rossoni. Ele teve seu mandato cassado pelo juiz 153ª Zona Eleitoral, Irajá Pigatto Ribeiro, que acatou denúncia do Ministério Público Eleitoral de abuso do poder econômico na campanha eleitoral. No entanto, Rodrigo poderá permanecer no cargo até o julgamento do recurso pelo Tribunal Regional Eleitoral. O MPE acusou Rodrigo Rossoni de contratar 528 cabos eleitorais (o equivalente a 11,44% dos votos que recebeu) o que “massificou” sua campanha, provocando uma “desigualdade” na disputa. Rodrigo venceu as eleições por uma diferença de 64 votos.

SEGUNDA-FEIRA, 4 DE JULHO DE 2011
Rossoni vira pai de prefeito

O presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni (PSDB), era só comemoração nesta segunda-feira, com a eleição de prefeito de Bituruna do filho, Rodrigo Rossoni (PSDB). Não foi só o filho que disputou, o cunhado também. O segundo colocado, Roberto de Oliveira Silveira (PPS), é casado com uma irmã de Rossoni . A vitória do filho foi apertada, de apenas 64 votos. Rodrigo Rossoni recebeu 4614 votos e Roberto de Oliveira Silveira (PPS) teve 4550. Outro na disputa foi Vilmar Isoton (PMDB),que teve 247 votos. O prefeito Remi Ranssoli (PTB) teve o mandato cassado depois de ter as contas desaprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral.
Postado por Jogo do Poder PR às 20:04

1 comentários:

FODELMar 16, 2012 04:24 PM
Se o TSE mantiver a decisao, criara o maior problema ja existente no pleito. Pois imagine Curitiba um candidato a vereador gasta R$ 1 milhao e o outro apenas R$ 400,00. Todos estes que gastaram R$ 1 milhao teriam abusado do poder economico? Serve como exemplo a disputa de deputados e senadores, os quais representam diferencas de que chegam a 10 mil%. Que e o caso dos deputados federais.

Somente seria cabivel com a reforma eleitoral que todos teriam direito a verba exatamente igual.

Tenho certeza, que o TSE nao pode subtrair o direito ao voto e a vontade popular, ate pq nao se comprovou q as pessoas q trabalharam, votaram no candidato. Cito o exemplo do Osmar Dias q cabos eleitorais demonstraram que na verdade votariam em outro candidato, no caso Beto Richa, fato esse que aconteceu no bairro pinheirinho.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder