STF libera deputado que "se lixa"

O STF (Supremo Tribunal Federal) absolveu, por unanimidade, o deputado federal Sérgio Moraes (PTB-RS) da acusação de uso indevido de recursos públicos quando era prefeito de Santa Cruz do Sul (RS). A denúncia do Ministério Público afirmou que, em 1997, ele teria beneficiado interesses particulares, ao instalar um terminal telefônico público em locais privados, um deles em um armazém de seu pai falecido. O argumento da defesa acatado pelo STF é que o telefone estava no armazém do pai desde 1986, data anterior à gestão de Morais. O deputado gaúcho ficou famoso ao dizer, em 2009, que “se lixa” para a opinião pública.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder