GOVERNO INICIA REPASSES PARA TRANSPORTE ESCOLAR

Finalmente foi autorizado pelo governador Beto Richa os repasses de recursos para o transporte escolar dos alunos da rede estadual de ensino dos 399 município paranaenses. As transferências devem ocorrer em quatro parcelas, entre abril e outubro, totalizando R$ 80 milhões. Valor este, 38% maior do que no ano passado e 196% mais do que o praticado até 2010. O governo federal vai repassar outros R$ 22 milhões.


Leia mais:


QUARTA-FEIRA, 18 DE ABRIL DE 2012

PREFEITOS DO PARANÁ DECIDEM PARALISAR TRANSPORTE ESCOLAR

O transporte escolar no Paraná será suspenso na semana que vem. Os prefeitos paranaenses decidiram paralisar o serviço em protesto a falta de repasse de recursos pelo governo do estado. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (18), na sede da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), em Curitiba. Segundo o prefeito de Foz do Iguaçu, Paulo Mac Donald (PDT), além da paralisação de um dia, a AMP ingressará na justiça reivindicando que o governo do estado cumpra a lei. “O transporte escolar é uma responsabilidade do governo do estado, como determina a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB)”, disse Mac Donald. Os prefeitos acusam o vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns (PSDB), de não cumprir acordos anteriores e de enrolar os municípios.

SEGUNDA-FEIRA, 16 DE ABRIL DE 2012

PREFEITURAS DO PR PODEM SUSPENDER TRANSPORTE ESCOLAR


O transporte escolar dos alunos da rede estadual de ensino poderá ser suspenso pelos prefeitos do Paraná. A decisão será tomada na próxima quarta-feira (18) na reunião dos representantes das 18 associações regionais de municípios do Paraná, na sede da AMP (Associação dos Municípios do Paraná). Na reunião, ocorrida em 13 de fevereiro, entre os prefeitos, representantes de associações de municípios de todas as regiões do Paraná e o vice-governador secretário da Educação, Flávio Arns (PSDB), Arns havia se comprometido em lutar pelo repasse de R$ 80 milhões às prefeituras para a realização do serviço em 2012. No entanto, segundo a AMP, a Secretaria Estadual da Educação (Seed) não cumpriu o compromisso. No ano passado a Secretaria da Educação repassou R$ 58 milhões para a realização do transporte,  o serviço custa R$ 120 milhões às prefeituras. 

.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder