RENATA BUENO PEDE AFASTAMENTO DE VEREADORES

Diante das novas denuncias de irregularides nos contratos de publicidade da Câmara Municipal de Curitiba, a vereadora Renata Bueno (PPS) protocolou nesta segunda-feira (30), um pedido de afastamento dos vereadores envolvidos nas ilegalidades. Renata pede o afastamento dos vereadores João Cordeiro (presidente da Câmara de Vereadores), Emerson Prado, Roberto Hinça (líder do prefeito e corregedor da Casa), Algaci Tulio e Francisco Garcez (presidente do Conselho de Ética). Segundo Renata, o pedido de afastamento “é a continuidade da representação feita pelo seu mandato que culminou com a queda do ex-presidente da Câmara João Cláudio Derosso (PSDB)”.

Leia mais:

QUINTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2012

PPS CONFIRMA CANDIDATURA DE RENATA BUENO

Foi confirmada nesta semana a pré-candidatura da vereadora Renata Bueno à prefeitura de Curitiba. Tanto a base do Partido Popular Socialista (PPS), quanto os pré-candidatos a vereadores são favoráveis à Renata, uma vez que avaliam que “Renata é um ícone da renovação, mulher, jovem e sempre lutou com postura firme e combativa na defesa dos valores fundamentais da boa política”. Desta forma consideram a melhor alternativa para transformar os rumos da política atual. Renata deve enfocar na queda do ex-presidente da Câmara Municipal, vereador João Cláudio Derosso (PSDB), no programa eleitoral no rádio e na tevê. Renata Bueno quer capitalizar a queda do ex-presidente da Câmara Municipal, vereador João Cláudio Derosso (PSDB).

QUARTA-FEIRA, 7 DE DEZEMBRO DE 2011

RENATA BUENO: DOSSIÊ É FRAUDE

  A vereadora Renata Bueno (PPS), afirmou, em entrevista a rádio Band News FM, que o dossiê que aponta “caixa 2” em sua campanha no ano de 2008 é uma fraude. “A gente não sabe se ri ou se chora. Ao invés de corrigirem os erros da política em Curitiba, ficam fazendo sacanagens”, disse a filha do presidente do partido no estado, deputado federal Rubens Bueno. “Eu não tenho nem idéia do que há neste tal dossiê. A gente já ouvia falar há muito tempo sobre este dossiê, como uma ameaça. Pessoas que não respeitam o cidadão curitibano, não vão me respeitar, mas estamos preparados para enfrentar isso. A tentativa é de antecipar as eleições do ano que vem. Já retaliaram minha família, não vamos recuar, vamos enfrentar isso com unhas e dentes.” Renata assegurou que a prestação de contas da campanha apresentada por ela ao TRE “está corretíssima”. A vereadora acusa aliados de Derosso, de tentarem antecipar as eleições do próximo ano. As denúncias, segundo ela são uma tentativa de acabar com pré-candidatura de Renata a prefeitura de Curitiba. “Se fosse tão crime assim, eles teriam encaminhado ao Ministério Público e não só à imprensa, talvez caiba uma orientação a estas pessoas”.

SEXTA-FEIRA, 28 DE OUTUBRO DE 2011

PPS vai insistir em candidato próprio

O PPS ganhou reforço no discurso de lançar candidato próprio a prefeito na eleição do próximo ano em Curitiba.
Durante entrevista coletiva antes de iniciar o congresso estadual do PPS do Paraná, o presidente do PPS Nacional, deputado federal Roberto Freire, afirmou que o partido deverá ter candidato a prefeito em Curitiba e nas demais capitais do país: “O diretório nacional aprovou resolução que devemos ter candidato próprio a prefeito nas cidades com mais densidade eleitoral. O PPS está bem preparado nas grandes cidades paranaenses. A tendência é de confirmação do nome de Renata Bueno para disputar prefeitura de Curitiba. Não seremos coadjuvantes”, disse Freire.
Talvez Roberto Freire nem imagine a confusão que o nome citado por ele está causando na Câmara Municipal. Provavelmente ele não sabe que Renata Bueno corre o risco de até perder o mandato por chamar os colegas de Câmara de “gentalha”, pouco antes de arrumar as malas em embarcar para Roma para fazer um curso.
Pediu licença do Legislativo, continua recebendo e irritou os colegas com a viagem.
Mas despertou a ira mesmo após o xingamento que doeu fundo nos vereadores.

QUINTA-FEIRA, 27 DE OUTUBRO DE 2011

Renata Bueno teria planejado ofensa, segundo aliados


Depois de chamar os outros vereadores de “gentalha”, Renata Bueno arrumou as malas e embarcou para Roma, onde vai fazer curso. Nos bastidores do PPS, os aliados juram que Renata Bueno está ciente de que pode ter o mandato cassado e teria feito a ofensa como estratégia porque mediu em pesquisas de opinião pública que a imagem dos vereadores está desgastada. Segundo uma forte liderança do PPS, a cassação seria uma forma de se diferenciar dos outros vereadores e assumir um papel de mártir. É esperar para ver. Nos corredores do Palácio das Araucárias e da prefeitura, no entanto, as palavras da vereadora caíram como uma bomba.


QUARTA-FEIRA, 26 DE OUTUBRO DE 2011

RENATA BUENO PROVOCA COLEGAS

Renata Bueno ataca com gentalha e vira persona non grata

Uma declaração desastrosa da vereadora Renata Bueno (PPS) foi suficiente para despertar o ódio dos outros vereadores que disserem ter recebido dela o rótulo de “gentalha”.
O líder da oposição na Câmara, Algaci Tulio (PMDB), afirmou que esposas de vereadores da Casa planejam fazer uma ato de desagravo contra Renata Bueno, que afirmou também que alguns vereadores não podem nem voltar para casa porque suas esposas não os suportam.
Renata Bueno está de malas prontas para Itália, vai tirar licença e continuar recebendo salário, o que provocou protestos dos colegas.
A reação da vereadora foi chamar todos de “gentalha”, máfia do Derosso e muito mais.
A vereadora Renata Bueno diz que foi convidada pela Universidade de Roma para fazer um doutorado e precisa ficar fora do país por 20 dias. Como recebeu críticas disparou : “Não tenho dúvida de que minha produção fora da Câmara é muito maior do que quando fico no plenário aguentando essa gentalha. É gentalha que não produz nada, passa horas e horas se lamentando, fazendo teatro”, teria afirmado. “São meia dúzia de vereadores que não têm o que fazer, por esse motivo passam a maior parte do dia na Câmara só incomodando. Esse grupo de vereadores pertencente à máfia Derosso não vão para as suas casas porque, provavelmente, nem as esposas deles suportam eles”, teria dito.
Vereadores estudam inclusive a possibilidade de pedir a cassação dela.
A vereadora tem o sangue do pai, vai dar trabalho aos colegas.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder