PROJETO DE ESTATIZAÇÃO DA MACONHA NO URUGUAI PREOCUPA BRASILEIROS

Compondo o pacote de 16 ações de segurança pública, proposta pelo governo de José Mujica, está a proposta de estatizar a venda de maconha no Uruguai. A proposta, que ainda depende da aprovação do parlamento uruguaio, já preocupa autoridades do lado brasileiro da fronteira. Pois cidades como Chuí, Santana do Livramento e Quaraí, no Rio Grande do Sul, são separadas por apenas uma rua das cidades uruguaias Chuy, Rivera e Artigas. A venda seria limitada a 40 cigarros por mês e exclusiva para uruguaios, no entanto, do lado brasileiro existem muitas pessoas com dupla cidadania. O delegado da Polícia Federal, Alessandro Maciel Lopes, explica que “em tese, um comprador regularizado pode revender parte de seus cigarros a terceiros. Mas tudo depende de como o Uruguai vai operacionalizar a produção, o comércio e o controle, algo que ainda não sabemos.”

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder