A SAÚDE EM SÃO JOSÉ DOS PINHAIS

A estrutura de Urgência e Emergência da rede pública de saúde de São José dos Pinhais vai ser reforçada com a implantação de 10 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto no Hospital e Maternidade Municipal de São José dos Pinhais.

Os novos leitos devem ser inaugurados nas próximas semanas e são resultado de uma parceria entre a Prefeitura de São José dos Pinhais, que disponibilizou a área física, parte dos equipamentos e recursos humanos; o Governo do Estado, que custeou parte dos equipamentos; e o Governo Federal, que está credenciando os novos leitos.

Além dos 10 novos leitos de UTI Adulto, a Prefeitura irá disponibilizar ainda 42 novos leitos de retaguarda (para atendimentos clínicos e pós operatórios de cirurgias menos complicadas) no Hospital Atílio Talamini, com previsão de abertura também para o mês de agosto.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Irvando Carula, a implantação das novas estruturas faz parte da organização da rede de urgência e emergência do estado do Paraná, que inclui atendimento pré-hospitalar, Samu, Siate, unidades 24 horas e porta do hospital. “Esta ação foi construída em uma discussão que envolve todos os municípios da Região Metropolitana para melhorar o acesso das pessoas à assistência, porque as estruturas existentes hoje, especialmente em Curitiba, não estão conseguindo atender à demanda”, destaca.

Assim, a oferta de novos leitos em São José dos Pinhais irá diminuir o problema histórico da procura dos serviços de saúde de Curitiba, que atualmente não estão suportando a demanda por parte dos moradores das cidades da Região Metropolitana.

Os novos leitos são parte do processo de reestruturação da saúde pública de São José dos Pinhais que incluem ações como: aumento do número de leitos hospitalares (eram 59 hoje são 137), a municipalização do Hospital São José, a criação da UTI pediátrica e neonatal, aumento das consultas em unidades básicas de saúde, chegando a 133 mil em 2011, aumento de mais de 100% do número de equipes do Programa Saúde da Família (eram 23 no começo de 2011, hoje são 59), implantação de residência médica e construção de novas unidades (CAIC, Braga, Cristal e Córrego Fundo, já concluídas, e UPA Afonso Pena, Borda do Campo e Quissisana, em andamento).  

Com isso, São José dos Pinhais vai invertendo uma prática histórica e perversa de enviar sistematicamente os seus doentes para serem internados e tratados em Curitiba, onerando o sistema de leitos hospitalares da capital.

De fornecedor de doentes passou a atender os seus e ainda a receber de outros municípios e, assim, contribuir para o alívio dos leitos hospitalares da capital.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder