Começou nesta quinta-feira (16), a leitura do voto do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF),Joaquim Barbosa. O documento tem mil páginas e deve levar três sessões para ser lido por inteiro, decidindo assim o futuro dos 37 réus. Na sessão de ontem, quarta-feira (15), os ministros anularam a ação contra o empresário Carlos Alberto Quaglia, dono da corretora Natimar. A empresa havia sidoacusada pelo Ministério Público Federal de repassar recursos para integrantes do PP em troca de votos a favor de projetos do governo Lula no Congresso. No entanto, o STF entendeu que houve erro no processo e este voltará à Justiça de primeira instância.