Fruet ataca Ducci

A campanha de Gustavo Fruet (PDT) reuniu toda a imprensa com a promessa de uma denúncia bomba contra o prefeito Luciano Ducci (PSB) e pedido de cassação da candidatura. Mas o que foi apresentado não foi isso. A coligação de Fruet recuou no pedido de cassação e afirmou que vai entrar apenas com Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) contra o candidato à reeleição por suposto uso indevido de estrutura da Prefeitura na campanha. Dois vídeos foram apresentados à imprensa em coletiva na tarde desta quinta-feira, mas não comprovam as denúncias. Um deles mostra trabalhadores na pavimentação da área interna do comitê de Ducci em Santa Felicidade. A coligação diz que seriam servidores da prefeitura, mas não apresentou nada que comprove a denúncia porque várias empresas e cidades usam as mesmas cores das roupas dos trabalhadores, não tendo como comprovar que seriam servidores públicos. O outro vídeo mostra a inauguração do Hospital do Idoso, que ocorreu em 29 de março, durante o período pré-eleitoral. Ônibus da prefeitura levam trabalhadores dos postos de saúde para o evento. A assessoria da campanha do prefeito Luciano Ducci divulgou nota oficial alegando que o serviço de pavimentação do pátio do comitê de Santa Felicidade foi contratado pela “Coligação Curitiba Sempre na Frente” junto à empresa Carlos Camillo e que o serviço estará na prestação de contas da campanha junto ao TRE. No caso da inauguração do Hospital do Idoso, a assessoria confirma que integrantes dos Conselhos Locais de Saúde e dos Distritos Sanitários foram transportados para o evento, “conforme já esclarecido ao Ministério Público, que arquivou a ação”, diz a nota. A assessoria diz ainda que a denúncia de Fruet é feita durante a pesquisa de campo do Ibope para intenções de voto para prefeito da capital e que o candidato estaria tentando “criar fatos” para influenciar a opinião pública.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder