Resumo das revistas. Veja, Istoé …

O pacote de Dilma para “desatar o nó Brasil” é o destaque nas revistas do final de semana.   
Veja traz o tema na manchete, em reportagem do editor Otávio Cabral, pontuando as intervenções que o governo fará para retomar o crescimento da economia. O chamado “choque de capitalismo” de Dilma, altamente elogiado pela revista, estará sustentado em cinco pilares: 1) concessões de rodovias; 2) ferrovias; 3) portos; e 4) aeroportos; além da redução do custo da energia. Politicamente, o esforço do governo será evitar que o pacote ganhe a pecha de “privatizações”. As medidas, a serem anunciadas a partir de quarta-feira, foram definidas em uma série de encontros de Dilma com barões do capitalismo nacional, como André Esteves, Jorge Gerdau, Marcelo Odebrecht e Sérgio Andrade. SegundoVeja, ainda está em discussão no governo se a redução do custo da energia chegará aos consumidores residenciais ou ficará restrita à indústria, de modo a baixar o custo Brasil. A revista aponta a expectativa do governo de reduzir o custo da energia em até 20%, mas as empresas do setor elétrico querem uma redução menor. Outro destaque do setor elétrico: A Norte Energia, consórcio que constrói Belo Monte, entrou com representação no Conselho Nacional do Ministério Público contra o procurador federal Felício Pontes Júnior, que estaria incentivando os índios a invadir os canteiros de obras para ter seus pedidos atendidos. Entre as reivindicações dos índios, supostamente influenciadas pelo procurador, estão 250 casas com energia e internet wi-fi, 30 picapes Hilux com câmbio automático e 300 cabeças de gado nelore. A empresa, por sua vez, ofereceu R$ 30.000 a cada tribo e conseguiu desocupar o canteiro. Ainda em Veja, as páginas amarelas são ocupadas pela engenheira francesa Anne Lauvergeon, A Atômica, como os franceses a chamavam quando presidia a Areva, empresa francesa que atua em todas as fases da produção de energia pela fissão dos átomos. Ela, que já figurou na lista das 10 mulheres mais poderosas do mundo segundo a Forbes, recentemente lançou o livro A Mulher que Resiste, em que conta sua trajetória profissional. Na entrevista, Anne naturalmente defende a energia nuclear e afirma que, se o Japão tivesse adotado as melhores práticas do setor, o acidente na usina de Fukushima teria sido evitado. Segundo a executiva, “um país que quer produzir energia pela fissão dos átomos precisa criar uma entidade muito forte com a missão de estabelecer e supervisionar as regras de segurança no setor, como ocorre na França e nos Estados Unidos. Essa entidade não era tão forte no Japão.” Sobre o mensalão, novamente Otávio Cabral informa que os honorários dos criminalistas envolvidos no julgamento somam a bagatela de R$ 61 milhões. Época é mais generosa em número de páginas dedicadas à cobertura do mensalão, mas abusa de textos cansativos carentes de fatos relevantes.  
Istoé faz a interessante revelação de que os honorários pagos pelo PT aos advogados do mensalão não constam na prestação de contas do partido.
É isso. Bom descanso a todos.
TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder