REVIRAVOLTA EM MARINGÁ. TRE BARRA PUPIN

O Tribunal Regional Eleitoral barrou a candidatura a prefeito de Maringá do candidato do PP, Carlos Roberto Pupim. O fundamento da decisão do TRE é que Pupin, que hoje é vice, assumiu a titularidade do executivo nos seis meses que antecederam as eleições em 2008 e 2012, expediente vedado pela Lei Eleitoral. A assessoria de Pupin já noticiou a interposição de recurso ao Tribunal Superior Eleitoral. Os precedentes existentes no TSE sobre a matéria, no entanto, colocam a candidatura de Pupin sob sério risco na medida em que, de fato, ele exerceu o mandato de prefeito de Maringá nas duas ocasiões e, como tal, não pode concorrer a reeleição.
A decisão beneficia diretamente o candidato do PT, Enio Verri, que tinha em Pupin o seu principal adversário.

Veja o texto da matéria veiculada pelo TRE:

Notícias

Notícias >> TRE-PR INDEFERE CANDIDATURA A PREFEITO DE MARINGÁ

TRE-PR INDEFERE CANDIDATURA A PREFEITO DE MARINGÁ
19/08/2012 16h41min
A Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, em sessão extraordinária realizada neste domingo, 19, indeferiu a candidatura do candidato a Prefeito de Maringá Carlos Roberto Pupin pelo Partido Progressista – PP e integrante da Coligação A Mudança Continua (PP-PSDB-PTB-PTC-PHS-PRP-PMDB-PSD-PSL-OS-PRB-PTdoB), em recurso eleitoral interposto pelo Ministério Público Eleitoral e Coligação Maringá de Toda a Nossa Gente. Para o Relator, Desembargador Rogério Coelho, O recorrido encontra-se inelegível pelo fato de ter substituído o atual Prefeito de Maringá, Silvio Magalhães Barros II, nos seis meses anteriores ao pleito deste ano, nos termos do art. 1º, §2º, da LC nº 64/90. (Recurso Eleitoral nº 37442.2012.616.0066).

* Esta notícia foi elaborada a partir de notas tomadas nas sessões da Corte e contém apenas resumos não-oficiais de decisões proferidas pelo Tribunal. A fidelidade das decisões, para efeito judicial, deverá ser aferida com a leitura do aresto publicado na forma da lei.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder