Resumo das revistas Veja, Istoé …

Numa edição de assuntos mornos, a capa da Veja, com o título “Eu Decido Meu Fim”, fala da resolução do Conselho Federal de Medicina que dá ao paciente o direito de escolher o tratamento que irá receber (o testamento vital). Sobre o mensalão, a revista requenta a condenação do braço financeiro do esquema, e a respeito da CPI do Cachoeira, o tema é a operação para esconder o principal laranja da Delta, um contínuo de 20 anos que teria recebido R$ 33 milhões da construtora.
Já a Época, sem ter mais o que falar do julgamento do mensalão, desperdiçou páginas contando que os bilhetinhos em papel dobrado viraram o meio de comunicação preferido entre os ministros do STF, e tratou ainda do sapato lilás da Rosa Weber entre outras futilidades dos bastidores do Supremo mais adequadas a Caras. Felipe Patury abre a coluna com documento que comprova que Dias Toffoli já foi delegado do PT. Assunto surrado. A matéria de capa, embora com cara de livro de autoajuda, é até interessante e trata das conclusões da ciência para entender neurologicamente nossos hábitos e como nos livrar daqueles que trazem transtorno e prejuízo. Outra reportagem mostra investigação da PF sobre a negligência da Petrobras no despejo de poluentes no mar. A revista contém ainda anúncio de duas páginas do Programa Cultural das Empresas Eletrobrás.
IstoÉ traz na capa um mapa das novas oportunidades no mercado de trabalho, além de matérias sobre contratos suspeitos entre a Delta e os governos atual e anterior do Pará, e a liberação da candidatura de político ficha suja por parte do TSE . Nada sensacional.
Obs.: A análise de Veja foi baseada no preview com o índice das principais matérias da edição, pois estranhamente a revista não disponibilizou até esse horário a versão para download em iPad, nem mesmo para compra. Deve ser efeito feriadão. Se houver algo relevante, enviaremos na sequência.
Abraços e bom final de semana a todos.
TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder