Tensão em Cascavel e Londrina

A campanha eleitoral em Londrina e Cascavel ganha contornos graves judiciais que põem em risco o comando da prefeitura. A Justiça Eleitoral recebeu ação pedindo a cassação do registro da candidatura do prefeito Edgar Bueno (PDT) e do vice Maurício Theodoro, o Magal. Movida pela coligação do candidato Professor Lemos (PT), a ação pede que a justiça condene o prefeito Edgar Bueno por uso indevido da máquina pública para fazer campanha eleitoral.
Fotos e vídeos juntados a ação mostram a inauguração do Autódromo Internacional que contou com a presença do prefeito que depois ainda utilizou as imagens no programa eleitoral. Em Londrina, a campanha também pega fogo. O prefeito de Londrina, José Joaquim Ribeiro (sem partido), que recentemente admitiu ter recebido R$ 150 mil de empresários que venceram a licitação dos uniformes escolares e está sendo pressionado para renunciar ao cargo, vai ficar afastado da Prefeitura. Isso porque ele conseguiu uma licença médica de 10 dias. Desde seu depoimento ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), o prefeito tem afirmado que sua saúde está debilitada. Ninguém ocupará oficialmente a função de Ribeiro neste período. Quem passa a gerenciar a administração é o secretário municipal de Governo, Gervázio Luiz de Martin Junior

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder