TRE LIBERA DILMA COM DUCCI

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) liberou nesta terça-feira a “participação” da presidenta Dilma Rousseff (PT) no programa de tevê do prefeito Luciano Ducci (PSB). Gustavo Fruet (PDT) havia reclamado na Justiça que a presidenta é de um partido — o PT — que apoia sua coligação. E que a Dilma só poderia ser usada no programa do PT.
Trata-se das imagens do discurso de Dilma quando esteve em Curitiba para anunciar o montante de recursos que o Governo Federal irá aplicar no Metro Curitibano.
Na ocasião o discurso gerou polêmica porque a TV Educativa do Paraná deixou de transmiti-lo e levou ao ar o desenho animado do cocoricor.
Fruet tem reagido com um discurso de que Ducci usa Dilma no seu horário eleitoral e quer desgasta-lo pela aliança com o PT.

Leia mais: 

TERÇA-FEIRA, 11 DE SETEMBRO DE 2012

DUCCI USA DISCURSO DE DILMA

DEU NO JORNALE

DUCCI USA EM CAMPANHA DISCURSO CENSURADO DE DILMA

Ter, 11 de Setembro de 2012 00:49
Presidente foi tirada do ar na TV Educativa do Paraná

Entre as contradições de campanha política, a coligação do prefeito Luciano Ducci (PSB) deixou a própria oposição perplexa na noite desta segunda-feira. O discurso da presidente Dilma Rousseff, anunciando os recursos para o metrô de Curitiba, que havia sido censurado na TV Educativa do Paraná, em outubro do ano passado, foi parar no horário eleitoral do prefeito, que tenta a reeleição.

Na ocasião, o discurso Dilma, em solenidade realizada em Curitiba, foi substituído pelo programa infantil Cocoricó, gerando uma grande polêmica. O PT curitibano chegou a enviar um ofício ao Ministério das Comunicações protestando contra a atitude da TV E-Paraná, ligada ao governo do estado. Da solenidade, foi transmitido apenas os discursos do governador Beto Richa (PSDB), padrinho político de Ducci, e do próprio prefeito. As falas da presidente e do ministro das Cidades, Mario Negromonte, não foram ao ar.

Na época, o governo do Estado negou o boicote aos representantes do governo federal. A diretora de jornalismo da E-Paraná, Ângela Luvisotto, disse que ocorreu um problema técnico. “Estávamos usando o sinal da Radiobrás [antigo nome da Empresa Brasileira de Comunicação]. E em alguns momentos houve problemas com a transmissão.”

A assessoria de imprensa da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC) disse, na ocasião, que não houve qualquer problema com a transmissão em Curitiba. Ângela Luvisotto disse ainda que a emissora seguiu uma orientação da própria EBC ao fazer a transmissão “em flashes”, durante a programação regular. A EBC, porém, negou que tivesse dado essa orientação.

A utilização das imagens no programa eleitoral desta segunda-feira, além de tudo, é mais um argumento contra a justificativa dada à época, sobre problemas técnicos, uma vez que a campanha de Ducci conseguiu selecionar os trechos que interessavam ao candidato do PSB.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder