Resenha das revistas Veja, Época …

No final de semana em que os brasileiros estão indo às urnas, as revistas chegam sem fatos relevantes. 

O material mais quente de Veja trata das dificuldades de Eike Batista, que vem perdendo dinheiro na Bolsa e, segundo a revista, passou a usar Lula como ponte para angariar recursos em fundos de pensão. A capa traz um fraco perfil de Joaquim Barbosa, elevado por muitos à condição de novo Tiradentes, clichê clássico com as dificuldades da infância, etc. 

Época também coloca Joaquim Barbosa na capa, mas inovou ao cruzar a trajetória dele, pessoal e profissional, com a de José Dirceu. Duas histórias bastante distintas que viriam a se cruzar no governo Lula. Época ainda aborda as eleições presidenciais venezuelanas, esquecidas pela Veja, e Felipe Patury afirma que Ratinho pai está com os bens bloqueados pela Justiça por conta de uma dívida de 50 milhões com o Fisco, tendo colocado seu patrimônio no nome de uma empresa pertencente aos seus filhos. Algo normal na vida de um empresário, mas como o filho é candidato a pedrada é certa em tempos de eleição. 

Istoé questiona, na manchete, se as condenações do mensalão inibirão episódios de corrupção. Sobre o setor elétrico, na coluna Radar, destaque para informação de que a Eletrobras cortará a energia de dez usinas de cana de açúcar em Alagoas, por conta da falta de pagamento. O calote soma 149 milhões de reais acumulados desde os anos 1980.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder