PETRAGLIA GANHA MAIS UMA

O dirigente do Atlético Paranaense não se furtou de comparecer na Assembléia Legislativa para prestar esclarecimentos aos deputados estaduais e saiu com pose de quem ganhou.
Os esclarecimentos do presidente do Atlético, Mario Celso Petraglia, tiraram aplausos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Paraná. Chamado para falar sobre as obras da Arena da Baixada, ele falou por mais de duas horas, respondeu dezenas de perguntas e, por fim, saiu com a sensação de ter ganho de goleada.
Petraglia ganhou os deputados quando afirmou que o clube não irá pedir nenhum aditivo de recursos dos R$ 184 milhões já projetados para as obras da Arena, que serão divididos em três partes pelo clube, município e estado. A afirmação mudou a posição e derrubou os argumentos sobre as obras e os custos orçados para a compra das cadeiras do estádio, cujos valores foram questionados e também pela escolha da empresa do filho de Petraglia como 
Assuntos como a escolha de parentes de Petraglia na compra das cadeiras e também nas obras arquitetônicas, que poderiam configurar improbidade administrativa, acabaram relevadas a segundo plano. Sobre as cadeiras, o dirigente atleticano relembrou que foram convidadas 13 empresas para participar do processo licitatório e que a empresa de seu filho ganhou por apresentar o melhor produto.  
O presidente atleticano manteve a afirmação de que não considera recursos públicos os títulos de potencial construtivo entregues pelo município. O Tribunal de Contas do Paraná (TC-PR) já se manifestou com posição contrária.  

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder