SALDO DA GREVE NA COPEL

O balanço pós movimento na Copel deixei um saldo político positivo para as lideranças sindicais.
A participação dos Copelianos bateu o record de 5.840 em todas as unidades do Estado, atingindo 61% do quadro de trabalhadores da empresa. Foi esse contingente que recusou a proposta inicial da empresa com um quorum 73,51% na assembléia espalhada pelo Estado.
A proposta da Copel era zero de ganho real e reposição de 5,58 da inflação.  Na verdade, era dever  da empresa pagar esses direitos e a partir daí é que foi  deflagrada a greve de advertência de 24 horas. Após a reunião de conciliação na última quarta-feira a Copel ofereceu 1% para maio de 2013, além da inflação, 2 remumerações com  tributação do IRF, bem como o reajuste de 9,6% no vale alimentacao e 8,2 % no auxilío creche. Concedeu ainda a compensação de hora extra que antes era 1 por 1 e passará para 1 por 1,5 e o dia da greve terá que ser negociado.
Na última assembléia mais de 600 copelianos recusaram a proposta, todavia  a somatória das demais assembléias espalhadas pelo Estado definiu pela aceitação da proposta.
O coletivo sindical é composto por 17 sindicatos.
A greve que agora se encerrou foi a segunda em 58 anos de existência da empresa e mostrou uma unidade cujo saldo será o fortalecimento da ação sindical para os próximos embates, avaliam os sindicalistas.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder