TJ/PR: CLAYTON CAMARGO EMPATA E É PRESIDENTE

Numa das disputas mais acirradas da história do Tribunal de Justiça, o desembargador Clayton Coutinho de Camargo foi eleito nesta segunda-feira o novo presidente do TJ.
 Clayton Camargo obteve 56 votos contra 56 votos do desembargador Guilherme Luiz Gomes.
Mas Clayton acabou levando a Presidência do Tribunal pelo critério de antiguidade.
Guilherme Luiz Gomes, que já foi Presidente da Associação dos Magistrados do Paraná e goza de grande conceito na magistratura paranaense, foi um adversário forte e contou com a simpatia do atual Presidente Miguel Kfouri.
Clayton Camargo é oriundo do Ministério Público e ingressou na magistratura primeiramente como juiz do extinto Tribunal de Alçada do Paraná, tendo sido seu penúltimo presidente e se tornou desembargador quando da fusão com o Tribunal de Justiça.
A decisão foi no segundo escrutínio e concorreram a presidência ainda os Desembargadores Sérgio Arenhardt (magistrado de carreira), Regina Afonso Portes (oriunda do quinto constitucional da advocacia), Guilherme Luiz Gomes (magistrado de carreira) e Clayton Camargo (oriundo do quinto constitucional do Ministério Público), mas só os dois últimos foram para o segundo escrutínio.
No primeiro escrutínio Guilherme venceu com 50 votos contra 37 de Clayton.
No segundo escrutínio Clayton conseguiu a proeza de fazer mais 19 votos contra apenas 6 de Guilherme, indicando que os eleitores de Sérgio Arenhardt e Regina Porte migraram majoritariamente para a candidatura de Clayton.
No segundo escrutínio foram registrados ainda 3 votos brancos, 1 nulo, 4 ausências, resultando num total de 116 votantes (são 120 desembargadores no TJ/PR).
Aparentemente, houve uma unidade não esperada dos grupos de oposição e que produziu a vitória de Clayton Camargo, que será presidente no biênio 2013/2014.
Além de se verificar pela primeira vez na história do Tribunal um empate entre os candidatos a presidente, Clayton Camargo marcou mais um marco inédito: pela primeira vez o filho de um ex-presidente se torna também presidente da Corte.
O pai de Clayton Camargo, o desembargador Helianto Guimarães Camargo foi presidente do Tribunal de Justiça no biênio 1981/1982 e chegou a assumir o cargo de Governador do Paraná por alguns dias, tendo em sua biografia a concessão de alguns habeas corpus para prisioneiros políticos durante os anos da ditadura militar.
Clayton é ainda pai do deputado estadual Fábio Camargo e da Juíza Vanessa Camargo.
Foram eleitos ainda como primeiro Vice-Presidente Paulo Roberto Vasconcelos (juiz de carreira que também já foi presidente da Associação Paranaense dos Magistrados), para Corregedor-Geral Lauro Augusto Fabrício de Melo (magistrado de carreira e que é atualmente o Vice-Corregedor), para segundo Vice-Presidente a Desembargadora Dulce Maria Cecconi, para Corregedor Eugênio Grandinetti.
Outra eleição importante foi para o Conselho da Magistratura, para o qual foram eleitos Abranham Lincoln Calixto, Lélia Giacomet, Mário Helton Jorge e D’Artagnan Serpa Sá, todos magistrados de carreira.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder