GLEISI É AGORA ÚNICA OPOSIÇÃO A BETO

O PMDB finalmente capitulou por completo e aderiu à base do governo Beto Richa. A chapa liderada pelos peemedebistas ligados ao governador venceu a convenção por 289 a 221 e, assim, não existem mais amarras para que o partido e seus deputados, de corpo e alma, passem a participar do projeto de reeleição de Beto Richa.
O Governador Requião seguirá fazendo oposição, mas não mais falará pelo PMDB.
Beto agora tem o PMDB oficialmente.
Se isso é uma vitória de Beto ou um bode na sala é coisa que só o futuro dirá.
A decisão da convenção do PMDB entrega para o PT, com os seus atuais aliados (PDT, PCdoB, PV e outros) o papel de fazer oposição no Paraná como o único protagonista com densidade eleitoral.
Há outros nomes como Osmar Dias, Alvaro Dias, mas fora do nome de Gleisi, efetivamente, o único eleitoralmente viável é o do Senador Requião e que acaba de ser fragilizado pelo seu próprio partido.
As declarações do Deputado Osmar Serraglio de que o PMDB terá candidato próprio em 2014 ao Governo do Estado, nesse momento, parece coisa para não ser levada à sério.

SEXTA-FEIRA, 14 DE DEZEMBRO DE 2012

PMDB: Beto em compasso de espera

Está difícil chegar a um acordo sobre os nomes na mudança de secretariado do governador Beto Richa (PSDB). O grupo mais próximo do governador ainda não fechou a reforma e aguarda o resultado da convenção estadual do PMDB neste sábado. Depende do resultado da eleição peemedebista a acomodação dos nomes do partido que vão reforçar a presença no governo. Uma coisa é certa: uma das secretarias terá a tarefa de fiscalizar e coordenar cada secretário.
Os rumores dizem que a Secretaria da Agricultura está prometida para Pessuti, mantendo Romanelli na Secretaria do Trabalho. Requianistas dizem que o governo está jogando muito pesado na convenção do PMDB.

SEXTA-FEIRA, 14 DE DEZEMBRO DE 2012

DISPUTA DO PMDB NO OLHO ELETRÔNICO

A disputa pelo comando do PMDB no Paraná, entre o grupo do Senador Requião e o dos deputados estaduais, está animada e os dois lados cantando vitória.
Requião se mobilizou e andou pelo Estado afirmando que o Partido não pode ser entregue ao Governador Beto Richa, tal como afirmou no Jogo do Poder.
Já os deputados estaduais, aliados ao ex-vice de Requião, Orlando Pessuti, estão trabalhando forte e com apoio de forças ligadas ao governo Beto Richa, com o discurso voltado para a renovação do partido.
Há rumores de que até secretaria de estado está sendo colocada como argumento na disputa.
O domingo promete.

DOMINGO, 9 DE DEZEMBRO DE 2012

DUAS CHAPAS DISPUTAM O PMDB/PR

Com o fim do prazo para as inscrições, duas chapas se inscreveram para disputar o controle da Exectiva Estadual do PMDB do Paraná.
De um lado, Roberto Requião comandando o que ele próprio denomina como sendo “o PMDB velho de guerra” e cuja proposta fundamental é a de evitar que o partido acabe nas mãos do governador Beto Richa, pois, para os requianistas, a disputa verdadeira está se dando entre Requião e Beto, representado pelos deputados do partido que aderiram à base do governo estadual.
De outro lado, o ex-governador Orlando Pessuti e a maioria dos deputados, federais e estaduais, alinhados sob o lema de que o PMDB precisa de renovação e, para isso, o comando não pode mais seguir tendo a influência do Senador Requião.
Luiz Cláudio Romanelli, deputado estadual licenciado e Secretário do Trabalho do Governo Beto,  é um dos expoentes do grupo que se opõe a Requião e declarou ao Jogo do poder, em junho, que o partido precisa de renovação, de novos rumos e para isso haveria disputa em torno da direção partidária.
Requião é candidato declarado a presidência do partido pela sua chapa enquanto na outra chapa não há um candidato declarado. Embora o nome do deputado federal Osmar Serraglio seja cogitado, é fato que até agora ele não assumiu a candidatura e se diz que só deverá faze-lo efetivamente se o seu grupo vencer a convenção do próximo domingo.

SEXTA-FEIRA, 7 DE DEZEMBRO DE 2012

Fim de prazo para chapas no PMDB

Terminou nesta quinta-feira o prazo para inscrições de chapas para convenção estadual do PMDB, no dia 15. Segundo o presidente do PMDB, deputado Waldyr Pugliesi, a eleição será por voto secreto, das 9 às 15 horas na sede do diretório regional do PMDB, em Curitiba. Os grupos pró-Beto Richa e pró-Requião continua numa disputa acirrada. A esperada reforma do secretariado do governador Beto Richa (PSDB) só deve deslanchar após o resultado da convenção. Se a ala de bico vermelho ganhar, os peemedebistas terão mais espaço no secretariado.

SEXTA-FEIRA, 7 DE DEZEMBRO DE 2012

Quintana segue internado

O deputado estadual Caíto Quintana (PMDB), 66 anos, continua internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba. Caíto Quintana foi internado no hospital domingo, com um quadro de infecção cervical grave e foi submetido a uma cirurgia. Segundo boletim médico, o quadro dele é estável e não há previsão de alta.
Se as coisas seguirem assim, um possível concorrente de Requião na Presidência do PMDB estará fora de combate.

SEGUNDA-FEIRA, 3 DE DEZEMBRO DE 2012

Embate no PMDB ferve

No PMDB a briga interna aumenta na medida em que se aproxima a eleição do dia 15. O prazo para inscrição das chapas que vão disputar termina na quinta-feira. As provocações entre os vários grupos afloram. Tem a ala Requião, os amigos do ex-governador Orlando Pessuti e ainda os deputados estaduais que já estão com Beto Richa na Assembleia. Os deputados procuram uma união com Pessuti para fortalecer o bloco e tentar derrotar Roberto Requião. O senador garante que tem 90% dos votos, mas Pessuti retruca e garante que Requião não tem nem 40%. As farpas devem continuar até o dia da eleição.

SÁBADO, 24 DE NOVEMBRO DE 2012

Requião: bancada vai acabar com a bunda de fora


Mensagem dura do Senador Requião a bancada de deputados do Partido, através do Twitter na tarde deste sábado, revela o acirramento da briga pela direção do PMDB. Requião afirmou: “Senhores deputados de nossa honrada bancada, ‘quem muito se abaixa a bunda lhe aparece’. Bundinhas feiosas!” (3:20pm – 24 nov 12).
Falando sério, a disputa foi marcada essa semana por uma nota do Deputado Nereu Moura em afirma que Requião tem aversão a Beto Richa porque este teria cassado a aposentadoria do ex-governador e que se Requião vier a ganhar a eleição o partido vai acabar.
Durante a semana Requião percorreu alguns municípios à busca de apoio e avaliação que faz é que a convenção “é macuco no embornau”, ou seja, que não perde de jeito nenhum.
Sem dar nomes, pelo Twitter, Requião ameaçou devolver a mula que ganhou de um deputado se ele insistir em ficar “aderido às partes baixas” de Beto.
A briga vai render.
TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder