OS 300 MILHÕES DE DUCCI PARA FRUET

A equipe de Gustavo Fruet acusou que a gestão de Ducci deixou restos a pagar em torno de 300 milhões de reais e Ducci respondeu que esse valor é equivalente a 15 dias de arrecadação do Município de Curitiba, portanto, coisa normal e dificuldade de fácil superação.

A assunto parecia encerrado mas voltou à pauta com a revelação agora de que cerca de 58 milhões são devidos à empresa Cavo, que é a dona do contrato de coleta de lixo em Curitiba desde sempre. 
A Cavo agora pertence a Estri, dona do aterro sanitário que recebe o lixo de Curitiba e toda a região metropolitana em razão do fechamento da Cacimba. Coisas para as comissões de Fruet desvendar.
O que parece razoável é que a gestão de Ducci ofereça esclarecimentos sobre as razões que levaram um Município a não manter-se em dia com seus compromisso e a não promover o pagamento dos valores mensais do contrato de coleta de lixo, um serviço contínuo que não aceita interrupção e que, portanto, tem que ter seus valores rigorosamente empenhados.
A questão mais importante, portanto, não é o valor em si, que pouco representa, pois trata-se de um contrato é milionário, e sim esse estranho atraso.
TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder