Requião destrava empréstimo de Beto Richa e mantém questionamentos

Fim da polêmica do empréstimo do Paraná que tramita no Senado. O senador Roberto Requião (PMDB) encaminhou hoje um ofício ao presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado informando que irá votar a favor do Projeto de Resolução que autoriza o Estado do Paraná a contratar operação de crédito externo, com garantia da União, com o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), no valor de até US$350.000.000,00. 
Requião obstou a tramitação e agora apresentou uma emenda ao projeto para impor que antes de se concretizar a operação de crédito seja feita uma verificação sobre o cumprimento dos requisitos legais exigidos para a sua concessão.

O Site do Senador divulgou sua posição sobre a questão e os questionamentos que vem fazendo.

req_plen_cala1

Em ofício enviado à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Requião expôs as razões pelas quais está questionando o pedido para autorização para o Estado do Paraná contrair novo empréstimo de mais de R$ 730 milhões ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird). 

Requião afirma que a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional afirmou haver sete irregularidades apontadas no sistema de controle dos entes públicos e pede que elas venham à tona de forma que se dê ao Estado do Paraná a possibilidade de conhecê-las e de, assim, providenciar o devido saneamento.
O senador ressalta que não é contra o empréstimo, mas questiona a real necessidade deste endividamento, uma vez que o Governo do Paraná criou em dois anos 493 novos cargos em comissão e tem feito altos gastos com publicidade. “Entre publicidade e cargos em comissão Beto Richa aumentou até 2012 em R$ 134 milhões a despesa anual do Paraná”, alertou.
O senador lembra que o Judiciário do Paraná criou 1.198 cargos com despesa de R$ 48 milhões anuais e o Ministério Público criou, entre 2011 e 2012, 298 cargos em comissão ao custo de R$ 9,8 milhões ao ano. “Só em cargos criados até 2012, nos três Poderes, Beto Richa aumentou em R$ 78,2 milhões ao ano a despesa de pessoal sem concurso do Paraná”, afirmou.
Abaixo, a íntegra do requerimento: 

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder