Derrota evangélica: Feliciano deve cair

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), se reuniu na noite desta quarta-feira com o líder do PSC na Casa, André Moura (SE), e com o vice-presidente da legenda, Everaldo Pereira, para resolver de vez a situação envolvendo o pastor Deputado Marco Feliciano (PSC-SP), eleito presidente da CDH (Comissão de Direitos Humanos e Minorias).
A possível renúncia dele foi alvo de boatos nesta tarde em Brasília.
Alves afirmou que caberá ao partido nos próximos dias chegar a uma solução “respeitosa” para a polêmica gerada em torno da permanência do deputado Feliciano na presidência. Ou seja, Feliciano deve sair na marra. Nas duas sessões que ele presidiu na CDH, houve protestos. Além dos manifestantes que foram à Câmara, houve ainda protestos contra o pastor em várias cidades do Brasil e na internet.
A renúncia deve passar pela benção da igreja a qual Feliciano deve mais obediência que ao partido.
Se isso ocorrer será uma derrota dos setores evangélicos da casa que apoiaram a ida de Feliciano para o cargo, pois o parlamentar é um defensor das posições das entidades evangélicas como, por exemplo, casamento de pessoas do mesmo sexo e adoção por tais casais.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder