Feliciano eleito para presidente da CDH

Os deputados da CDH (Comissão de Direitos Humanos e Minorias) da Câmara dos Deputados elegeram nesta quinta-feira o pastor Marco Feliciano (PSC-SP) como presidente. Ele, que teve 11 votos dos colegas (de um total de 12, um foi em branco), é criticado por entidades ligadas aos direitos humanos por acusações supostamente racistas e homofóbicas. Pastor da Igreja Assembleia de Deus há 14 anos, formado em Teologia e em seu primeiro mandato na Câmara, o deputado diz ter sido mal interpretado. Após ser eleito hoje, chegou a dizer que sua mãe é de “matriz negra”, apesar de não ter o “matiz de pele” negro. E que se fosse para pedir desculpas seria para a própria mae.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder