Subsídio: Só Dilma pode ajudar Fruet

Só depende agora da presidente Dilma Rousseff (PT) ajudar o prefeito Gustavo Fruet (PDT) para não ter que reajustar a tarifa de ônibus em R$ 3,05.

O governador Beto Richa (PSDB) já avisou que vai cortar o subsídio na capital, demonstrando claramente uma retaliação política ao novo prefeito, ou, que subsidiava a tarifa apenas com intuito eleitoral para ajudar o ex-prefeito e aliado Luciano Ducci.

A presidenta Dilma, aliada de Fruet e madrinha da vice Miriam Gonçalves, poderá desonerar o transporte público para as grandes cidades do país.

Curitiba, assim como cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte poderão se beneficiar, se o governo federal isentar os tributos federais que incidem sobre a tarifa do transporte coletivo e que chegam a mais de 25% do valor final.

Se a idéia for aceita, a passagem de Curitiba poderá cair no mesmo índice, ficando mais barata que hoje.

Segundo a jornalista Natuza Nery, da sucursal da Folha de S. Paulo em Brasília, “Dilma pretende dar uma punhalada na oposição nessa fase do esquenta eleitoral. Pode vir aí uma desoneração forte para o transporte público”, disse Natuza na TV Folha do último domingo, 3.

A desoneração apontada por Natuza e estudada por Dilma seria a contrapartida aos prefeitos Fernando Haddad (São Paulo), Eduardo Paes (Rio de Janeiro), José Fortunati (Porto Alegre) e Marcio Lacerda (Belo Horizonte) que seguraram no início do ano os reajustes das tarifas do transporte coletivo.

O subsídio federal é uma antiga reivindicação dos prefeitos e que viria na forma de isenção dos tributos federais que incidem sobre a passagem e que chegam a mais de 25% do valor final. Até hoje não obtiveram resposta, mas parece que Dilma gostou da proposta.

Se isso acontecer, Beto Richa poderá provar do seu próprio veneno em Curitiba, a cidade onde foi prefeito e como Governador instituiu o subsídio no período pré-eleitoral para ajudar o seu aliado Luciano Ducci a reeleger-se.


TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder