Vale-cultura sem TVs fechadas

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, recuou diante das críticas da classe artística e anunciou nesta terça-feira que o Vale-Cultura não poderá mais ser usado para pagar TVs por assinatura, conforme ela tinha anunciado no mês passado.
O benefício de R$ 50 mensais deve ser distribuído a partir do próximo semestre. “Pensei em colocar as TVs por assinatura, mas abandonei a ideia por conta da movimentação cultural”, afirmou. “Eu escuto, penso nos prós e contras, vou pesando”, disse.
De fato, não fazia muito sentido estender um benefício a um segmento cujo conteúdo é majoritariamente estrangeiro e que tem mostrado muito pouco compromisso com a produção local.
Praticamente todos canais das chamadas TVs fechadas veiculam conteúdo totalmente estrangeiros e vários deles recusam-se a veicular até as TVs abertas que, ao contrário das fechadas, veiculam muito conteúdo nacional e até de programação local, pois estão muito mais próximas de cumprir a legistação que as TVs fechadas.

TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder