Construção de hidreléticas no Paraná

Por enquanto nenhuma polêmica ronda a construção de quatro empreendimentos hidrelétricos (Pequenas Centrais Hidrelétricas e Centrais Geradoras Hidrelétricas) em municípios das regiões Oeste e Sudoeste. O projeto do governo tramita em urgência na Assembleia Legislativa e será discutido nesta quarta-feira na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Como o Palácio Iguaçu tem pressa, a votação deve ser liquidada na próxima semana. A justificativa é que as centrais vão aquecer a economia da região e garantir mais energia ao Paraná.

Leia mais:
Em 22.04.2013
Richa correndo com hidrelétricas

O governo do Estado tem pressa na criação de 4 Centrais Hidrelétricas em Capanema, Bom Sucesso do Sul, Guarapuava e Prudentópolis, no valor de R$ 1,5 bilhão. O projeto começou a tramitar na segunda-feira e nesta terça-feira já vai ser discutido na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A urgência é tanta que o governador Beto Richa (PSDB) fez questão de explicar pessoalmente aos deputados a importância da aprovação. Chamou a bancada aliada no Palácio Iguaçu para um almoço para tratar especialmente sobre o tema. Os deputados foram ao almoçar na segunda-feira achando que se tratava de alguma liberação de obras, mas traria novidades políticas se frustrou.
4 projetos de centrais hidrelétricas representam 4 licitações e muita confusão com meio ambiente, índios e comunidades locais.