FRUET FALA DOS PRIMEIROS 100 DIAS

fruet-100dias-curitiba-jornale

Fruet disse que herdou dívidas da gestão Ducci no valor de R$ 557 milhões


O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), concluí nesta quarta-feira (10) 100 dias no comando da capital do Paraná.
Ele disse que os primeiros meses de trabalho foi um período para reequilibrar a economia, em entrevista ao portal G1. Segundo o prefeito, a administração de Ducci deixou dívidas no valor de R$ 557 milhões, dos quais R$ 350 milhões não têm previsão no orçamento.
Gustavo Fruet afirma que deve levar estes dados para o Ministério Público do Paraná (MP-PR) e para o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR) na quinta-feira (11).
Ele prefere deixar a cargo dos órgãos a avaliação sobre os números, mas reconhece que a situação “compromete muito o início de gestão”.
No entanto, o prefeito garante que nenhum planejamento ou promessa de campanha deve ser prejudicado no longo prazo. “Toda nossa preocupação é que tudo isso esteja encaminhado no primeiro ano, sob pena de comprometer os próximos três”, disse ao G1.
Gastos e metrô
O prefeito detalhou como a prefeitura atuou para diminuir gastos no início do mandato, a retomada de obras paralisadas, a ampliação dos investimentos e sobre as perspectivas para os próximos 100 dias. Sobre o metrô, Fruet deu um prazo até o mês de julho para que a decisão final sobre a execução da obra seja tomada (Jornale).
TWITTER: @jogodopoderpr

FACEBOOK: JP Jogo do Poder