LULA COLUNISTA DO NEW YORK TIMES

Causou alvoroço nos meios políticos a notícia de que Lula escreverá uma coluna mensal que será traduzida para o inglês e o espanhol e será distribuída pelo serviço de notícias do jornal.
O texto será publicado em veículos que pagam pelo direito de uso dos artigos distribuídos pelo jornal, entre eles material do próprio New York Times e de outras 70 publicações.
O contrato para a coluna foi fechado na tarde da última segunda-feira, em Nova York, durante encontro entre Lula e Michael Greenspon, diretor-geral da divisão de serviços noticiosos do New York Times.
Em e-mail à BBC Brasil, o NYT confirmou o acordo com Lula, também lembrando que os artigos do ex-presidente não necessariamente sairão no próprio New York Times.
“(A divisão) NYT Syndicate tem trabalhado com muitas vozes globais, incluindo outro ex-presidente brasileiro, Fernando Henrique Cardoso, bem como o ex-chanceler mexicano Jorge Castañeda. Lula será compensado da mesma maneira que os demais colunistas.”
Demorou para que setores da mídia americana incorporassem a figura de Lula, eis que o mesmo já ocorre com outras lideranças latino-americanas.
No caso de Lula, nada mais que normal na medida em que é, hoje, senão a maior, uma das maiores lideranças da região, conhecedor dos seus problemas e um interlocutor bastante privilegiado, portanto, uma voz a ser ouvida, como registra o próprio NYT.