BRIGA DO SUBSÍDIO: RATINHO DIZ QUE GOVERNO QUER MANTER A RIT

O secretário do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, afirmou que o Estado está empenhado na manutenção da Rede Integrada de Transportes (RIT), que atende a população de 13 municípios da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) com tarifa única do ônibus. “Nós, do Governo do Estado, temos interesse que esta integração se fortaleça”, disse ele durante entrevista para a televisão e-Paraná, na noite de quinta-feira (02/05).

O secretário afirmou que a população não pode perder uma conquista histórica de 23 anos e ressaltou que o Governo do Estado já está contribuindo para o custeio do sistema ao isentar do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) o óleo diesel. Com este subsídio, o governo deixa de arrecadar R$ 38 milhões, que devem ser revertidos em benefício dos usuários do transporte coletivo. A medida vale para 21 cidades com mais de 140 mil habitantes.

Ratinho Junior disse que o governo estadual está dialogando com os municípios que compõem a RIT e estuda outras alternativas para apoiar o transporte coletivo na região da capital. “É necessário um esforço de todos, tanto da Prefeitura de Curitiba como das prefeituras da Região Metropolitana e do Governo do Estado”, afirmou.

Para Ratinho Junior, também é preciso união dos envolvidos para cobrar da União mais apoio para o transporte público. “É necessário que o Governo Federal desonere a folha de pagamento, pois é o que mais encarece o custo da passagem para o cidadão. Com estas medidas, poderíamos até abaixar o valor da passagem”, explicou.

PPP – O secretário estadual do Desenvolvimento Urbano afirmou que outra preocupação é com a manutenção e modernização dos terminais de ônibus que atendem à população da RMC. Para solucionar os problemas, Ratinho Junior propõe uma Parceria Público-Privada (PPP) para revitalizar os espaços.

Segundo ele, a proposta inicial é revitalizar 14 terminais de ônibus. “Em poucos dias estaremos abrindo o edital de chamamento. A ideia é modernizar e melhorar os terminais da região metropolitana. Assim, o Governo do Estado economiza dinheiro, melhora a qualidade dos serviços e garante mais segurança à população”, afirmou.

BALANÇO – O secretário fez um balanço do trabalho realizado em quase três meses frente da secretaria. Apontou que a “grande tarefa” é buscar soluções que levem desenvolvimento e infraestrutura para todos os municípios paranaenses, sem qualquer exclusão. “Em cinco dias atendemos mais de 120 prefeitos. Em dois meses e meio liberamos R$ 205 milhões para atender as mais diferentes prioridades dos municípios paranaenses. Um montante recorde”, informou.

Ele disse que está trabalhando em parceria com outras áreas do governo para dar suporte a demanda das prefeituras por recursos. Com a Secretaria do Governo, por exemplo, é executado o Plano de Apoio aos Municípios (PAM), que destina R$ 150 milhões, a fundo perdido, para obras municipais.

PROJETOS – Ratinho Junior adiantou que está estabelecendo uma parceria com o Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento (Lactec) para oferecer às prefeituras de pequenos municípios soluções para a elaboração de projetos. “Muitos prefeitos nos procuram em busca de financiamentos, mas sem projeto não há a possibilidade de liberação de recursos”, explicou.

Para resolver a situação, o secretário afirma que o Lactec tem um corpo técnico competente e a ideia é o órgão prestar o serviço sem custos para os municípios. “Essa é uma iniciativa inédita no Brasil. Vamos facilitar ainda mais o caminho para o desenvolvimento, com a necessária liberação de recursos”, enfatizou.(Site do Governo).