DILMA INSISTE NA APROVAÇÃO DA MP DOS PORTOS

A presidente Dilma Rousseff, em almoço organizado por um empresário em Uberaba (MG), voltou a insistir que o Congresso aprove a PEC do Portos, que estabelecerá um novo marco regulatório no setor.
Dilma afirmou que a aprovação da medida “é fundamental para o país” e que aguarda que o Congresso tenha sensibilidade para entender a sua importância para o país.

Leia mais:
CNI E DILMA QUEREM APROVAR PEC DOS PORTOSeditar

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou nesta terça-feira a Agenda Legislativa do setor para 2013 e nela elegeu a aprovação da PEC dos Portos como uma de suas prioridades.
Para a CNI a aprovação da PEC dos Portos pode resultar em R$ 54 bilhões de investimentos no setor até 2017.
Dentre as vantagens apontadas pela CNI com a PEC está a ampliação da concorrência, redução dos custos na exportação de mercadorias e a estimativa de criação de 321 mil novos empregos.
Com a entrada da CNI na corrida o Governo Federal ganhou mais um importante aliado na luta pela aprovação da PEC dos Portos.

DILMA

Nesta terça-feira a Presidente Dilma voltou a afirmar que a PEC dos Portos é uma “das coisas mais importantes para o País. No passado, o custo Brasil era o custo da insegurança que se tinha em relação a capacidade do Brasil de pagar sua dívida externa. Hoje, o custo Brasil é uma questão do aumento da nossa competitividade. Este País precisa, no horizonte de dez a quinze anos, dobrar sua renda per capita. Para isso, precisa ter elevada taxa de investimento, para isso, as pessoas precisam consumir”.
Sobre a sorte da PEC no Senado Dilma afirmou que “A democracia pode ter seus defeitos mas, entre todos os sistemas, é o único que sobrevive. Não é o mundo da posição única. Todas as questões podem ser debatidas e discutidas e você vai ter de chegar num consenso. Esta é a arte da democracia”.