VITO TANZI E BACHA DÃO UMA DICA DO DISCURSO TUCANO PARA 2014

Vito Tanzi, ex-FMI – dos tempos em que devíamos -, e fez palestras no Instituto FHC e no Jornal Valor Econômico:
“O tamanho do Estado brasileiro, refletido no amplo número de programas econômicos e sociais, é algo que precisa ser enfrentado. Uma vez introduzido um programa é muito difícil voltar atrás’ (…) É possível que o déficit fiscal do Brasil talvez seja maior do que apontam as estatísticas, em razão de “truques” (…)
Edmar Bacha, um dos formuladores do projeto econômico da candidatura Aécio Neves, atacou na mesma direção, num debate promovido também pelo jornal Valor:
“Falando só de economia, uma coisa que está clara é a dívida pública bruta (do Brasil) de 65% do PIB, que é extraordinariamente elevada para um país em desenvolvimento; comparado com nossos parceiros de renda per capita é extremamente elevado; o padrão normal seria mais nos 20%”.
A solução que ambos preconizam é cortar gastos, diminuir o tamanho do estado e outras soluções alinhadas a esses conceitos.
Aécio Neves já falou sobre o tema e repetindo a cantilena. É o rumo do discurso tucano na campanha.