CURITIBA CORRIGE DISTORÇÃO E IMPLANTA BOSQUES NOS BAIRROS MAIS POBRES

Os turistas que visitam Curitiba saem com uma boa impressão sobre os parques e bosques da cidade e com justa razão na medida em que a cidade é, dentre as capitais, uma das que mais possui esse tipo de equipamento.

O que os turistas não sabem é que a região sul da cidade, onde estão os bairros constituídos mais recentemente e as populações mais pobres, não têm o mesmo índice de parques e bosques por habitante que as outras regiões da cidade e a Prefeitura decidiu corrigir essa deficiência.

Uma mensagem encaminhada nesta segunda-feira (5) para a Câmara Municipal de Curitiba prevê a implantação de sete bosques de Conservação da Biodiversidade Urbana em bairros da região Sul da cidade, além da revitalização do Bosque Gutierrez, no bairro Vista Alegre.

O projeto de lei prevê, para essas finalidades, a abertura de crédito adicional suplementar no valor de R$ 1,6 milhão.

Os bosques estão localizados em áreas que pertencem ao Município, nos bairros Tatuquara, Sítio Cercado, Uberaba e CIC. Eles irão receber obras e equipamentos e a previsão é de que no próximo ano sejam abertos para uso da população. O custo da implantação é de R$ 1,46 milhão.

O Bosque Gutierrez terá suas instalações totalmente revitalizadas, o que inclui obras de melhoria de iluminação interna e externa, gradis, revisão de lajes e instalações sanitárias, execução de rampa de acesso, calçamento, drenagem e muro de arrimo em concreto armado, entre outras, num valor de R$ 215 mil (Site Prefeitura).

 

principal